Afinal, o que é mediação?

A mediação é um meio de solução de conflitos obtida por meio do diálogo entre as partes envolvidas e profissionais chamados de mediadores.

Não se trata de um processo judicial em que haverá uma decisão imposta por um juiz ou outra autoridade, mas sim de um procedimento voluntário, no qual as partes manifestam a intenção de participar das sessões, com o compromisso de buscar a melhor resolução para o problema que é enfrentado.

Diferente da conciliação, esta já muito praticada durante processos judiciais, os mediadores não buscam, a qualquer custo, a obtenção de um acordo. O papel dos mediadores é de facilitar, por meio de diversas técnicas, o diálogo entre os conflitantes, para que estes decidam a melhor resolução para a questão controvertida.

Os mediadores não formulam propostas ou forçam a pacificidade, mas auxiliam as comunicações e negociações, por meio de sessões com ambas as partes e também sessões privadas com cada uma das partes.

A mediação é sigilosa e voluntária, de maneira que seu início e continuação somente se darão caso ambas as partes concordem com o procedimento.

  • Qual o tempo e Custo da Mediação?

Por se tratar de um procedimento voluntário, a mediação é muito mais rápida e menos custosa do que um processo judicial.

Em média, uma sessão de mediação dura entre 1h e 2h. O número de sessões depende do problema apresentado e da disposição das partes, bem como o custo depende do número de sessões.

Entretanto, o tempo, o valor e o resultado serão muito mais benéficos do que o processo judicial.

  • Quem pode participar da mediação?

Qualquer pessoa, física ou jurídica, que se veja em um conflito, pode buscar a mediação. A parte adversa receberá uma carta-convite e poderá aceitar a mediação ou recusá-la, tendo em vista ser um procedimento voluntário.

Diversos temas podem ser versados na mediação, como: contratos, questões imobiliárias, relações de consumo (banco, telefonia), disputas familiares e muitas outras questões. Consulte-nos!

Deixe uma resposta